Progep finaliza com sucesso o Plano de Ações de Capacitações 2017

O Plano de Ações de Capacitação 2017 (PAC), que oportuniza o desenvolvimento dos servidores da UFPA, foi finalizado com resultados positivos pela Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (Progep), por meio da Coordenadoria de Capacitação e Desenvolvimento (Capacit).

Atualmente, a Coordenadoria de Capacitação está em fase de levantamento de dados para elaboração dos relatórios de atividades anuais, mas os apontamentos parciais acerca do PAC já mostram que, no ano de 2017, foram realizados 57 eventos entre cursos, palestras e oficinas, destes eventos, foram ofertadas 4.352 oportunidades de capacitação, aproveitadas por 3.407 servidores da UFPA.

Em 2015, foram realizadas 1526, das quais 122 capacitações foram feitas por docentes; 1208 por servidores técnico-administrativos e 196 por servidores externos. Em 2016, foram 242 capacitações feitas por docentes, 997 pelos servidores técnico-administrativos e 65 pelos externos, totalizando 1304 capacitações.

Segundo as orientações da administração federal, o PAC deve ser fundamentado na lógica de gestão de competências e ter como propósito o aperfeiçoamento, a capacitação e a qualificação dos servidores da Instituição, seguindo o que prevê o decreto n°5.707, de fevereiro de 2006. Sendo a UFPA uma instituição pública federal, torna-se obrigatório a utilização dos instrumentos previstos pela Política Nacional de Desenvolvimento Pessoal (PNDP), que são eles: Plano anual de capacitação, relatório anual de capacitação e sistema de gestão por competências.

Responsabilidade das unidades-A prestação de contas da UFPA relacionada com a capacitação também é papel das unidades que alocaram recurso de capacitação em seu Plano de Gestão Orçamentária (PGO 2017). Neste sentido, a elaboração de um relatório completo e fidedigno precisa da colaboração das unidades na complementação dos dados. Para isso, como é feito todos os anos, foi encaminhado memorando circular da Progep, solicitando os resultados orçamentários para aquelas unidades que alocaram recurso de capacitação no PGO da unidade ao Capacit.

Inovação no Capacit - Este ano, o PAC teve algumas mudanças que foram benéficas para a realização da capacitação dos servidores, como ressalta a coordenadora do Capacit, Larissa Melo. “As competências mapeadas foram utilizadas para fazer a Avaliação de Desempenho de cada servidor e o resultado gerou o plano de capacitação. Esse resultado foi tão expressivo que conseguimos montar um plano para dois anos, 2017/2018. Foi um ganho, pois conciliou a execução do PAC com o exercício orçamentário da Universidade”, afirma.

Antes de 2017 o plano de capacitação era feito de maneira separada. Primeiro o mapeamento, depois a avaliação, isoladamente, o que gerava dois documentos e, consequentemente, resultados diferentes que dificultavam a produção do Plano. Larissa Melo explica que ao juntar os dois, a avaliação ficou mais assertiva para atender às necessidades dos servidores. Outra inovação foi a oficina realizada, pela primeira vez, pelo Capacit para orientar as unidades a utilizar os recursos recebidos para capacitação dos servidores de maneira correta. A oficina será realizada novamente em 2018.

Formação inicial na carreira foi outro aperfeiçoamento da Coordenadoria de Capacitação. Um curso EAD para novos servidores, pensado e executado pelos próprios servidores de suas respectivas unidades, objetivando mostrar ao novo servidor como funciona a Universidade, seus direitos e deveres.

“Foi uma experiência nova, pois buscamos, aqui dentro da UFPA, quem seria responsável por elaborar o material de cada módulo. Foram oito módulos, o que serve para valorizarmos nosso corpo docente e administrativo. Isso nunca tinha sido organizado desse jeito”, afirma Larissa Melo.


Texto: Camila Leal-Bolsista de Jornalismo do Capacit
Fotos: Divulgação/Capacit