Progep promove a ação Dançar é Vida e Saúde

"Dançar é Vida e Saúde". Esse é o nome da ação que, todas as segundas, das 15h às 17h, na Sala de Expressão Corporal do Instituto de Educação (ICED), promove qualidade de vida aos servidores da UFPA. A iniciativa é da Pró-Reitoria de Desenvolvimento e Gestão de Pessoal (Progep) por meio da Coordenadoria de Qualidade de Vida e Responsabilidade Social (CQVRS), visando melhorar a saúde mental e física dos servidores da Universidade e seus dependentes, por meio da prática da dança.

As aulas são ministradas pelo professor Wendell Carmo. Apesar de não ter como finalidade as apresentações artísticas em si, periodicamente os integrantes são convidados a fazer amostras do trabalho durante os eventos especiais realizados na UFPA.

Anualmente, a ação abre inscrições para novos participantes. Mas, havendo disponibilidade de vagas, são aceitas inscrições a qualquer tempo, enviando o formulário preenchido para o e-mail sqv@ufpa.br ou entregando-o diretamente na sala da CQVRS, localizada no primeiro andar do prédio da Reitoria.

Importância - As aulas, para a coordenadora de Qualidade de Vida e Responsabilidade Social, Marilya Silva, são importantes para além da saúde física: "Ela gera o contato com família e, às vezes, até um laço de amizade entre servidores que não se conheciam, promovendo a saúde física, psíquica e mental, ajudando, inclusive, no controle do desenvolvimento de adoecimentos, como Alzheimer e o Parkinson."

Objetivo - De acordo com a coordenadora de Qualidade de Vida e Responsabilidade Social, Marilya Silva, a ação foi criada para promover, prevenir e auxiliar no tratamento da saúde do servidor: "Ela tem o objetivo de promover a qualidade de vida de algumas maneiras, como por meio da interação social entre os colegas de trabalho e com os próprios familiares, além do estímulo físico (muscular, respiratório, circulatório) e cerebral."

Participantes - A servidora Josyane faz aulas de dança de salão há três anos e não planeja parar: Eu já participo há três anos e nunca parei de fazer dança - só quando eu fui fazer meu TCC, mas assim que deu, eu voltei. Eu acho muito importante, porque a gente se sente mais contente, o trabalho é muito agitado, e a gente precisa desse momento de descontração. Me sinto muito bem fazendo dança.

"Dançar é Vida e Saúde"- O projeto criado em 2013, este ano, ocorre tanto no Campus Guamá quanto no Campus Ananindeua, com 58 e 16 participantes, respectivamente, sendo às segundas, às 15h, no Campus Guamá, e às sextas, às 16h, no Campus Ananindeua. Segundo Marilya, o que é feito no ensaio será reproduzido em apresentações: "Nós estamos planejando fazer apresentações agora em junho, alusivas às festas juninas."


Texto: Alice Palmeira - Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Alexandre Moraes